A Polícia Federal (PF) deflagrou, nesta quinta-feira (9), a Operação Bezerro de Ouro III, para reprimir o garimpo ilegal de ouro no interior da Terra Indígena Munduruku, em Itaituba, sudoeste do Pará. Foram cumpridos três mandados de busca e apreensão e um mandado de prisão expedidos pela Justiça Federal, além da apreensão de aparelhos celulares, bloqueio e sequestro de bens.

O inquérito policial, que deu origem às medidas cautelares cumpridas nesta quinta (9), investiga o crime de usurpação mineral, que prevê pena um a cinco anos de prisão e multa. A Polícia Federal esclarece que a legislação brasileira não permite a obtenção de lavras garimpeiras dentro de áreas demarcadas como Terra Indígena. Assim, os garimpos dentro dessas áreas, como os alvos dessa operação, são considerados ilegais.

Operação Bezerro de Ouro: A primeira fase da operação foi deflagrada em agosto de 2020 com o cumprimento de seis mandados de busca e apreensão e sequestro de bens. Logo depois, foi deflagrada a segunda fase, em setembro do mesmo ano, em ação conjunta da Polícia Federal com a Força Aérea Brasileira, Exército e IBAMA, com a incursão dentro da Terra Indígena Munduruku para a desativação de garimpos ilegalmente instalados.

Fonte: G1-PA

Post a Comment

Se identifique e deixe seu comentário com responsabilidade!!!

Postagem Anterior Próxima Postagem

CASA DOS PADRÕES E ENERGIA SOLAR:

Está pagando talão de energia com valores exorbitantes? Quer pagar só a taxa mínima?Entre em contato com nossa equipe que está esperando para lhe atender.- Loja: (93) 99241-1288 – - Setor Técnico: (93) 99193-1288. - E-mail: casadospadroes.stm@gmail.com - Site: https://www.casadospadroes.com.br/energia-solar - https://www.instagram.com/casadospadroes.energiasolar/