Uma força tarefa montada pelo governo do Estado atua para combater o incêndio na região de Alter do Chão e Ponta de Pedras, no oeste do Pará.
De acordo com o comandante do 4° Grupamento Militar, tenente coronel Tito, o incêndio está parcialmente controlado. "Nós identificamos três focos na área. Um deles já foi controlado e, em dois pontos, estamos combatendo o avanço das chamas. Trabalhamos de forma intensiva para resolver o problema", informou. Na manhã desta segunda-feira (16), um drone foi utilizado para fazer o reconhecimento da área. O sobrevoo ajudou as equipes a identificar os locais afetados e distribuir as frentes de trabalho para atuar de forma intensiva.

O governador já solicitou o apoio do Governo Federal, por meio da GLO, que atua no controle das queimadas, para reforçar o trabalho de combate as chamas na região. No final desta manhã, o Comando Conjunto Norte enviará 40 militares para Santarém. Eles vão de avião integrar as guarnições do Corpo de Bombeiros que trabalham desde domingo (15) na operação para controlar o fogo.

A equipe é formada por 57 militares dos bombeiros, Exército Brasileiro, brigadistas voluntários, Polícia Civil, Polícia Militar e apoio municipal. A Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas) enviou uma equipe ao local para atuar, caso seja identificado alguma situação que configure crime ambiental. A Polícia Civil, por meio da Delegacia de Conflitos Agrários de Santarém, instaura nesta segunda (16) um inquérito para investigar se o incêndio foi provocado e também situações que envolvam crimes ambientais.

"Vamos contar com policiais civis da Superintendência Regional, da Seccional de Santarém, da Delegacia de Alter do Chão e Núcleo de Apoio à Investigação (NAI), de Santarém. O inquérito será presidido pelo delegado Fábio Amaral da Delegacia de Conflitos Agrários (Deca) de Santarém", explica Casseb. Segundo ele, essas equipes irão se deslocar à área dos incêndios em Alter do Chão ainda nesta segunda-feira.

Segundo o Corpo de Bombeiro, o clima seco da região dificulta o trabalho das equipes. "Não chove há aproximadamente 20 dias e os ventos fortes dificultam o combate. O local também é de difícil acesso, porém estamos com ações estratégias para resolver o problema", reforçou tenente coronel Tito.

Santarém - O primeiro foco foi identificado no sábado (14) e atingiu uma área de mata conhecida como Capadócia, que fica entre a localidade de Ponta de Pedras e a vila de Alter do Chão. As chamas foram controladas no domingo (15), quando um novo foco de incêndio foi identificado pela equipe do Corpo de Bombeiros na região.

Fonte: DOL 

Post a Comment

Se identifique e deixe seu comentário com responsabilidade!!!

Postagem Anterior Próxima Postagem

CASA DOS PADRÕES E ENERGIA SOLAR:

Está pagando talão de energia com valores exorbitantes? Quer pagar só a taxa mínima?Entre em contato com nossa equipe que está esperando para lhe atender.- Loja: (93) 99241-1288 – - Setor Técnico: (93) 99193-1288. - E-mail: casadospadroes.stm@gmail.com - Site: https://www.casadospadroes.com.br/energia-solar - https://www.instagram.com/casadospadroes.energiasolar/