A Unidade de Pronto Atendimento - UPA inaugurado a menos de uma semana, está recebendo uma grande demanda de pessoas com sintomas de virais. A estação do ano, é um período que cresce muito na região amazônica os sintomas da H1N1 cresce o número de infectados pelo Aedes aegypti que causa dengue, e agora também o COVID-19. Essa confusão de sintomas, está levando as Unidades de Saúde atender uma grande demanda de pessoas com diversos sintomas. Porém é sabido que o número de infectados por COVID-19 cresceu muito.

De acordo com a Coordenadora da UPA Elaine Érica de Oliveira, a UPA veio pra somar. "Hoje percebemos o quanto essa unidade está contribuindo para ajudar no combate contra o COVID-19. A melhor coisa foi a administração local através da Secretaria de Saúde-SEMSA, na pessoa do nosso Secretário Adriano Coutinho, não medir esforços para a abertura da unidade. Com certeza essa foi a melhor solução no momento para desvincular do Hospital Municipal, todos os infectados para receberem cuidados na UPA. Sabemos que ainda precisamos ampliar nossos serviços, mas para o momento, o mais importante agora é ter essa unidade para cuidar dessa demanda de infectados que cresce a toda hora. A população precisa se conscientizar que ainda a melhor proteção para não contrair o vírus é o isolamento social e se precisar sair de casa, use máscara direto e não esqueça de quando puder higienize as mãos. Todos esses cuidados são muito importante, pois, as mãos sao responsáveis pela contaminação, são elas que podem infectar você e também infectar outras pessoas, disse a Coordenadora."

Eliane Oliveira ainda ressaltou que além da Unidades Básicas de Saúde, a Escola Barão do Rio Branco está com uma equipe de profissionais para atender casos de COVID-19.

ASCOM/PMI

Post a Comment

Se identifique e deixe seu comentário com responsabilidade!!!

Postagem Anterior Próxima Postagem