O ministro da Defesa, Paulo Sérgio Nogueira de Oliveira, pediu ao presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), Edson Fachin, a retirada do general Heber Garcia Portella da Comissão de Transparência das Eleições criada em setembro de 2021, em que é representante das Forças Armadas. O objetivo geral da comissão é  "ampliar a transparência e a segurança de todas as etapas de preparação e realização das eleições”, principalmente após o aumento dos questionamentos feitos pelo presidente Jair Bolsonaro (PL).

O pedido foi feito em um ofício enviado pelo ministro no dia 28 de abril. No documento Nogueira cita que, "com a recente apresentação do Plano de Ação para a Ampliação da Transparência do Processo Eleitoral, no dia 25 de abril, foi concluída a etapa de planejamento de ações de ampliação da transparência do processo eleitoral". Portella é comandante de Defesa Cibernética do ministério.

Ele também cita que "Nesse contexto e diante da impossibilidade de tê-lo feito pessoalmente, solicito a Vossa Excelência que, a partir desta data, as eventuais demandas da CTE direcionadas às Forças Armadas, tais como solicitações diversas, participação em reuniðes etc., sejam encaminhadas a este ministro, como autoridade representada naquela comissão", afirma. Porém, o ministro dá a entender que não foi recebido por Fachin. Em nota divulgada hoje, 9, o tribunal afirma que "o diálogo republicano em igualdade de condições com todas entidades, sem preferências ou privilégios, tem norteado a agenda do presidente do TSE".


Com informações do R7


Post a Comment

Se identifique e deixe seu comentário com responsabilidade!!!

Postagem Anterior Próxima Postagem

AMAZÔNIA TRATOR PEÇAS (ITAITUBA/JACAREACANGA)

Nós trabalhamos com peças para escavadeiras e tratores em geral. Prensamos mangueiras da marca manuli, onde somos autorizados, mangueiras originais. Somos a maior distribuidora de peças para Hyundai hoje do Brasil. (93)- 3518-4435/ 99126-8091.