A Polícia Civil do Pará deflagrou, na quarta-feira (4), a operação "Gelada", que culminou na prisão de três homens suspeitos de realizarem queimadas em área de mata na zona rural de Marabá. A ação atende também a requisições do Ministério Público Ambiental e denúncias da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma).

As áreas destruídas correspondem a cerca de 70 hectares e as fiscalizações foram registradas através de fotos e imagens de drone. José Arimatéia do Nascimento Silva foi preso em flagrante pela posse irregular de arma de fogo e por destruir e danificar floresta considerada área de preservação permanente, tipificado no Art. 38, caput, da Lei 9.605/98 (Lei de Crimes Ambientais), e possuir motosserra sem autorização, previsto no Art. 51 da Lei 9.605/98 (Lei de Crimes Ambientais).
"Quando chegamos ao primeiro local, foram constatadas as práticas de crimes ambientais. Além disso, encontramos armas de calibres 20 e 28, além de oito munições" - titular da Delegacia de Conflitos Agrários (Deca) de Marabá, Waney França Alexandre.

Logo após a realização da primeira prisão, as equipes da Polícia Civil se deslocaram até a segunda área denunciada, na qual foi constatada enorme devastação, além de grandes focos de incêndio. Amarildo Gomes da Silva foi preso em flagrante pela prática dos crimes previstos nos Art. 41 da Lei 9.605/98 (provocar incêndio em mata ou floresta) e por utilizar motosserra sem autorização. Com ele, foi encontrado ainda um recipiente com combustível, que seria utilizado nas queimadas.

Testemunhas confirmaram que Amarildo teria ateado fogo na área, provocando incêndio no local. Durante a prisão, o acusado afirmou que estava derrubando as árvores a mando de José Ednaldo da Silva, que também foi detido em flagrante pelos crimes dos Art. 41 e Art. 38, caput da Lei 9.605/98. Os suspeitos foram conduzidos para a sede da Deca e estão à disposição da justiça.



Post a Comment

Se identifique e deixe seu comentário com responsabilidade!!!

Postagem Anterior Próxima Postagem

CASA DOS PADRÕES E ENERGIA SOLAR:

Está pagando talão de energia com valores exorbitantes? Quer pagar só a taxa mínima?Entre em contato com nossa equipe que está esperando para lhe atender.- Loja: (93) 99241-1288 – - Setor Técnico: (93) 99193-1288. - E-mail: casadospadroes.stm@gmail.com - Site: https://www.casadospadroes.com.br/energia-solar - https://www.instagram.com/casadospadroes.energiasolar/