Após 15 dias na cidade de Anápolis, em Goiás, Reisirene Coelho Araújo Liao, de 46 anos, foi conduzida por uma aeronave da Força Aérea Brasileira (FAB) até o Campo de Provas Brigadeiro Velloso, base da localizada na Serra do Cachimbo, situada a cerca de 270 quilomêtros de Novo Progresso. Conforme informado, familiares, entre eles as filhas e a mãe de Reisirene, deslocaram-se até a base aéra para recebê-la. 

Reisirene estava entre os 34 brasileiros resgatados de Wuhan, capital da província chinesa de Hubei, apontada como epicentro do coronavírus. Segundo informações, a aeronave pousou na tarde deste domingo, 23, em solo da Serra do Cachimbo, por volta das 17h30. Reisirene seguiu de carro até Novo Progresso. Junto com a progressense mais 57 brasileiros foram repatriados e também retornaram para suas residências.
Reisirene evitou a imprensa, mas em suas postagens no Facebook agradeceu ao Governo Brasileiro pela repatriação e comemorou por estar no Brasil sem o vírus. Em entrevista divulgada dia 28 de janeiro, BBC News Brasil, Reiisirene, informou que seu marido é natural da Província de Hubei, onde está localizada Wuhan e, depois de muitos anos de idas e vindas, o casal tinha decidido ficar definitivamente na China por causa da instabilidade econômica que ela avaliou existir no Brasil.

https://www.romanews.com.br/

Post a Comment

Se identifique e deixe seu comentário com responsabilidade!!!

Postagem Anterior Próxima Postagem