O navio de médio porte Anna Karoline 3 naufragou na madrugada deste sábado (29) no Sul do Amapá com entre 60 a 70 pessoas a bordo. O Corpo de Bombeiros informou que, até o momento, foram confirmadas as mortes de três mulheres ainda não identificadas. A corporação reforça que mais de 40 pessoas foram resgatadas e 16 seguem desaparecidas

Um helicóptero, um avião do Grupamento Tático Aéreo (GTA), unidade de resgate do governo do estado, e outras embarcações foram encaminhados à região para ajudar no resgate das vítimas. As causas do naufrágio também são desconhecidas.
Mapa mostra local do naufrágio no Sul do Amapá — Foto: Aparecido Gonçalves/G1
Ao pedir socorro à Capitania dos Portos, o comandante da embarcação declarou que o acidente aconteceu após um forte vento e que muitos passageiros caíram na água. O número exato de pessoas que viajaram na embarcação ainda é desconhecido. Corpo de Bombeiros e Marinha estimam que, segundo o comandante do navio, esse número varia entre 60 e 70. Os desaparecidos estão sendo contabilizados de acordo com a busca feita por familiares. Não há ainda lista com o nome dos passageiros encontrados e desaparecidos.
O GTA chegou de helicóptero na região pouco antes das 14h. O trabalho de resgate conta com a ajuda do comandante da embarcação, de ribeirinhos do local e ainda da estrutura do município de Almeirim (PA). Para o local, a prefeitura encaminhou uma balsa, com equipe médica, alimentos, mantas e medicamentos.

O navio saiu por volta das 18h de sexta-feira (28) de um porto em Santana, a 17 quilômetros de Macapá, em direção a Santarém, no Pará, mas às 5h deste sábado, o comandante da embarcação acionou o socorro próximo à Ilha de Aruãs e à Reserva Extrativista Rio Cajari, na região do Jari. A viagem entre as duas cidades dura em média 36 horas. A previsão de chegada em Santarém era às 6h de domingo (1º).

A Marinha informou que foi instaurado um inquérito para apurar as causas, circunstâncias e responsabilidades do acidente. Em entrevista ao JAP1, o comandante da Capitania dos Portos do Amapá, Carlos Augusto Souza Junior, detalhou que a embarcação estava inscrita no órgão. "O barco saiu de Santana por volta das 18h, está inscrito na autoridade marítima. Nós estamos fazendo esforços para atender essa ocorrência e garantir o máximo de salvamentos possíveis. O Anna Karoline 3 tinha capacidade para 242 passageiros e era inscrito [como transporte] para passageiro e cargas", disse.

Ele também descreveu que o local do acidente fica a aproximadamente 130 quilômetros de Macapá, de difícil acesso e comunicação. Até a última atualização desta reportagem, o G1 não conseguiu contato com a empresa dona da embarcação.

Vítimas: Brendo Jones dos Santos disse que não consegue contato com a irmã, Samella Thayara Alves dos Santos que estava no barco acompanhada de pelo menos outras 11 pessoas. O grupo, que fez uma selfie durante a viagem, ia para Almeirim participar de um aniversário.

"Ela não entrou em contato com a gente. Temos amigos que moram lá perto e tentam encontrá-los", comentou. Familiares de vítimas também foram até a sede da Marinha em Santana desde o início da manhã deste sábado. Por volta das 12h, eles receberam uma lista com nomes de familiares que estavam na embarcação e foram atendidos em uma unidade de saúde em Almeirim, distrito paraense. São 45 nomes.

Post a Comment

Se identifique e deixe seu comentário com responsabilidade!!!

Postagem Anterior Próxima Postagem