O vice-prefeito do município de Jacareacanga, Valmar Kaba, e o presidente da Cooperativa de Garimpeiros, Alan Carneiro, foram soltos após o pagamento de fiança. Eles foram presos pela Polícia Federal durante a operação Mundurukânia 2, deflagrada no mês de junho deste ano para combater o garimpo ilegal em terras indígenas na cidade de Jacareacanga, no sudoeste do Pará. A ação ocorreu com o apoio de homens da Força Nacional de Segurança Pública e a Força Aérea Brasileira. Valmar Kaba foi preso no dia 8 de julho. Ele não havia sido localizado quando a operação foi deflagrada. O vice-prefeito, segundo a polícia, é um dos envolvidos nos ataques à base operacional durante a citada operação e se entregou, espontaneamente, à Polícia Federal de Itaituba. A prisão dele foi decretada pela Vara Federal de Itaituba. A liberdade do vice-prefeito ocorreu após a audiência de instrução e julgamento do processo e foi condicionada ao pagamento de fiança. O valor não foi divulgado. Além dele, o presidente da Cooperativa dos Garimpeiros de Jacareacanga, Alan Carneiro, também foi solto. Os réus foram denunciados por quatro crimes, segundo a PF. Fonte: https://www.portalbure.com.br/


ENTENDA O CASO: 

Polícia Federal prende vice-prefeito de Jacareacanga em operação contra garimpos em terras indígena. Valmar Kaba Munduruku estava foragido e, segundo a PF, participou dos ataques à base operacional do policiamento em maio deste ano. 09/07/2021. A Polícia Federal informou que prendeu um dos alvos da operação Mundurukânia II na última quinta-feira (8), no município de Itaituba, no sudoeste do Pará. O preso é o vice-prefeito de Jacareacanga, Valmar Kaba Munduruku, que estava envolvido nos ataques à base operacional da PF em maio deste ano. Segundo a PF, suspeito se entregou na delegacia. Estava foragido após ter mandado de prisão decretado pela Operação Mudurukânia II. Na primeira fase da investigação, a PF apurava o envolvimento do vice-prefeito em garimpos ilegais na região. A operação Mundurukânia I, que teve como objetivo o combate da prática clandestina de garimpos nas terras indígenas, terminou em conflito. Forças de segurança da Polícia Federal foram surpreendidas por um grupo de garimpeiros, que iniciaram um protesto contra a operação de proteção das terras indígenas. Os manifestantes tentaram invadir a base e depredar patrimônio da União, aeronaves e equipamentos policiais, provocando que medidas de contenção fossem tomadas com efetividade para a dispersão dos invasores sem que houvesse feridos. Como resposta aos ataques, a PF realizou a operação Mundurukânia II, que investigou os agressores. Os agentes já cumpriram seis mandados de prisão preventiva e cinco de busca e apreensão expedidos pela Justiça Federal de Itaituba.

Fonte: G1-PA e Junior Ribeiro 


Post a Comment

Se identifique e deixe seu comentário com responsabilidade!!!

Postagem Anterior Próxima Postagem

AMAZÔNIA TRATOR PEÇAS (ITAITUBA/JACAREACANGA)

Nós trabalhamos com peças para escavadeiras e tratores em geral. Prensamos mangueiras da marca manuli, onde somos autorizados, mangueiras originais. Somos a maior distribuidora de peças para Hyundai hoje do Brasil. (93)- 3518-4435/ 99126-8091.