Oito pessoas foram ouvidas pela Polícia Civil e quatro tripulantes da embarcação, incluindo o piloto, já prestaram depoimentos. O conteúdo das oitivas não foi divulgado e ninguém foi preso.
Oito pessoas foram ouvidas pela Polícia Civil neste sábado (6) no inquérito que apura as causas do acidente que causou a queda de parte da terceira ponte da Alça Viária, no nordeste do Pará. Entre os que prestaram depoimento estão quatro tripulantes da balsa, incluindo auxiliares e o piloto da embarcação. O conteúdo dos depoimentos, porém, não foi divulgado e ninguém foi preso.

Ainda segundo a Polícia, não há mais oitivas agendadas. Os agentes pretendem esperar os laudos técnicos e periciais para apurar as causas da colisão. O inquérito tem até 30 dais para ser encerrado, mas pode ser prorrogado por mais 30 dias, caso os investigadores solicitem.

Várias investigações: Ualame Machado, Secretário de Estado de Segurança Pública do Pará, afirma que o inquérito policial aberto deve apurar tanto os fatos quanto a possibilidade de riscos de danos ambientais.

O Ministério Público do Estado do Pará (MPPA) pediu abertura de inquérito para apurar o caso e a Capitania dos Portos também afirma que o proprietário da balsa que causou o acidente deve responder inquérito junto ao órgão, pois, além de problemas com a documentação da embarcação, também possuía multa pendentes e não deveria estar navegando.

Entenda: De acordo com a Capitania dos Portos, a embarcação colidiu com um dos pilares de sustentação da ponte e causou o desabamento de cerca de 200 metros da estrutura, que possuía 860 metros de comprimento e 23 de altura. Com a batida, quatro pilares caíram.

A ponte está localizada no quilômetro 48 da rodovia estadual PA-483 e liga a Região Metropolitana de Belém ao Nordeste do Estado do Pará. Equipes da Marinha e do Corpo de Bombeiros lideram as buscas por vítimas.



Post a Comment

Se identifique e deixe seu comentário com responsabilidade!!!

Postagem Anterior Próxima Postagem

CASA DOS PADRÕES E ENERGIA SOLAR:

Está pagando talão de energia com valores exorbitantes? Quer pagar só a taxa mínima?Entre em contato com nossa equipe que está esperando para lhe atender.- Loja: (93) 99241-1288 – - Setor Técnico: (93) 99193-1288. - E-mail: casadospadroes.stm@gmail.com - Site: https://www.casadospadroes.com.br/energia-solar - https://www.instagram.com/casadospadroes.energiasolar/