Duas trabalhadoras da empresa de pesquisas Ibope Inteligência foram detidas em Santarém, oeste paraense, esta quinta-feira (14). Tudo começou após denúncias de moradores de que uma estudante de Enfermagem estava aplicando testes gratuitos de covid-19 na cidade.

Algumas pessoas desconfiaram e denunciaram a mulher. Quando a polícia chegou, ela explicou que estava trabalhando em uma pesquisa da empresa Ibope Inteligência, apresentou um contrato e levou a equipe de policiais a casa da responsável pelos kits da pesquisa em Santarém. Ambas foram conduzidas a UIPP.

A Polícia Militar acionou a Vigilância Sanitária de Santarém, que considerou a aplicação dos testes para a pesquisa como irregular. De acordo com o órgão do município, a empresa especializada não possui autorização para a pesquisa, e que colocou a saúde dos habitantes em risco.

Em nota, a empresa classificou o episódio como um problema ocasionado por falta de informação, e que a pesquisa de fato é verdadeira, e servirá para medir o nível de imunização da população ao novo coronavírus. “O IBOPE Inteligência está realizando entre hoje e amanhã uma pesquisa em todo o país sobre a prevalência do COVID-19 na população brasileira. A coordenação do estudo é da Universidade Federal de Pelotas – UFPel, com financiamento do Ministério da Saúde. E ela está autorizada pelo CONEP.

O objetivo dessa pesquisa é medir o nível de imunização da população brasileira ao novo coronavírus e identificar de que forma o vírus está se propagando pelo Brasil. Com isso, será possível criar políticas públicas mais eficientes no combate à pandemia baseadas em critérios científicos sobre o comportamento do vírus”, disse o Ibope, em nota.

Fonte: DOL 

Post a Comment

Se identifique e deixe seu comentário com responsabilidade!!!

Postagem Anterior Próxima Postagem