Droga embalada estava escondida na bagagem de Filipe Bom — Foto: Polícia Militar/Divulgação
Filipe Bom é natural da cidade de Osasco. Segundo ele, droga seria levada para Belém, capital do Pará.
Um paulista de 30 anos, da cidade de Osasco, estado de São Paulo, foi preso dentro de uma embarcação ancorada no porto de Juruti, oeste do Pará, na manhã desta sexta-feira (5), com 2,235 kg de material entorpecente, aparentando ser maconha "Skunk".

De acordo com o comandante da 28ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM), capitão Vanderley Costa, a prisão ocorreu durante operação conjunta da 28ª CIPM com a Polícia Federal e a Força Nacional. Foram realizadas abordagens em duas embarcações que fazem as linhas Manaus-AM/Santarém-PA e Manaus-AM/Oriximiná-PA, no porto da cidade de Juruti. Em uma das embarcações foi localizado o paulista Filipe Bom e na revista à sua bagagem, a polícia encontrou o entorpecente.

Filipe confessou aos policiais a posse do entorpecente, que segundo ele seria levado para Belém, capital do Pará. O suspeito de tráfico foi encaminhado à Unidade Integrada Pro Paz (UIPP) de Juruti, onde foi apresentado juntamente com a droga, a importância de R$ 90 e um aparelho celular, para as providências legais.

Outra apreensão: 
Em menos de 24 horas, a polícia fez duas apreensões de quantidade significativa de entorpecentes em Juruti. Na noite de quinta-feira (4), a guarnição do serviço ordinário fez a abordagem a dois colombianos que estavam sendo monitorados, e durante as buscas, foram encontrados nas bagagens de um dos suspeitos 2,940 kg de uma substância aparentando ser pedra oxi. O produto estava acondicionado em quatro latas de manteiga e duas garrafas de iogurte.
Colombianos John Kevin e William Velasquez foram presos com quase 3 kg de pedra de oxi — Foto: Polícia Militar/Divulgação


Fonte: G1-SANTARÉM- PA

Post a Comment

Se identifique e deixe seu comentário com responsabilidade!!!

Postagem Anterior Próxima Postagem