A Polícia Civil do Pará divulgou em entrevista coletiva a jornalistas, na sede da Delegacia-Geral, em Belém, os resultados da operação Anonymous II, deflagrada, a partir de 5 horas da manhã, desta quinta-feira (19), na região metropolitana de Belém.
A ação policial foi efetuada para combater crimes de homicídios com características de execução e cometidos por milícias e grupos de extermínio. Ao todo, 21 mandados judiciais foram expedidos pela Justiça, dos quais nove mandados de prisão e 12 de busca e apreensão domiciliar. Ao todo, 70 policiais civis e militares participaram da operação. Até final da manhã, seis policiais militares foram presos e três pessoas estavam foragidas. No início da tarde, o policial militar, que não foi encontrado durante a operação, apresentou-se acompanhado de advogado, na Delegacia-Geral, ficando, portanto, em sete PMs presos e dois foragidos.
MATERIAL APREENDIDO
Não foram localizados um advogado, que é vereador em Ananindeua e ex-diretor da Semutran (Secretaria Municipal de Transportes) de Ananindeua, e um agente de trânsito da Semutran de Ananindeua. As informações sobre a operação foram prestadas pelo delegado-geral da Polícia Civil do Pará, Alberto Teixeira.
DETALHE DOS OBJETOS APREENDIDOS
Segundo ele, as investigações realizadas pelas equipes policiais identificaram o envolvimento de policiais militares e outras pessoas nos crimes, tanto com atuação tanto na execução como mando dos crimes. A partir disso, destaca o delegado, foi montada uma força-tarefa para investigar os crimes de homicídios. Desde a primeira operação Anonymous, em março deste ano, os desdobramentos das investigações possibilitaram pleitar ao Poder Judiciário mandados de prisão e mandados busca e apreensão. 
DELEGADO-GERAL ALBERTO TEIXEIRA (CENTRO) PRESIDE ENTREVISTA COLETIVA. FOTOS: RAFAELA SILVA (ASCOM PCPA)
Durante a operação, diversos objetos foram apreendidos em poder dos investigados. Entre os objetos estão armas, coletes balísticos, celulares, computadores, carregadores e até um drone que era usado para monitorar vítimas e a chegada de policiais. O delegado-geral explica que todo material apreendido vai passar por perícia e pode ser que, com as investigações, outros crimes possam ser esclarecidos.

Fonte: PC

Post a Comment

Se identifique e deixe seu comentário com responsabilidade!!!

Postagem Anterior Próxima Postagem

CASA DOS PADRÕES E ENERGIA SOLAR:

Está pagando talão de energia com valores exorbitantes? Quer pagar só a taxa mínima?Entre em contato com nossa equipe que está esperando para lhe atender.- Loja: (93) 99241-1288 – - Setor Técnico: (93) 99193-1288. - E-mail: casadospadroes.stm@gmail.com - Site: https://www.casadospadroes.com.br/energia-solar - https://www.instagram.com/casadospadroes.energiasolar/