Um homem identificado inicialmente por RAIMUNDO DA SILVA foi espancando e quase morto por populares do distrito de Moraes Almeida, município de Itaituba. O fato aconteceu na madrugada desta segunda feira, 22, após ele de posse de um facão ter tentado matar sua esposa JOSILENE BATISTA DIAS. 
Após ouviram gritos e pedidos de socorro populares arrombaram a casa do casal onde funciona um bar, conseguiram intervir na agressão, mas o mesmo ainda conseguiu ferir Josilene na cabeça, revoltados alguns populares espancaram Raimundo da Silva e desferiram vários cortes de facão nas costas do mesmo. Ele partiu pra cima da mulher com facão, dentro da casa dele, aí o povo viu a gritaria, ah, aí o povo arrebentou a porta e pegou ele. Aí tu vê, tem as foto da casa dele arrombada que a população entrou de pau lá e pegou ele lá, aí tem a foto dele aí todo arregaçado com o facão usado nas costas e tudo mais aí”. Disse uma testemunha que não quer ser identificada. 

A polícia militar foi chamada; JOSILENE foi socorrida na Unidade de Saúde do distrito e RAIMUNDO DA SILVA foi levado ao Hospital Municipal de Novo Progresso devido à gravidade dos ferimentos. Após receber alta RAIMUNDO foi preso por tentativa de feminicidio. Em seguida a Policia Militar fez uma grande descoberta; RAIMUNDO DA SILVA era um nome falso que estava sendo usado pelo mesmo, seu nome verdadeiro é IVAN PEREIRA PIRES, de 51 anos, foragido da justiça de GAMA/BRASÍLIA DISTRITO DE FEDERAL.

Contra ele há um mandado prisão preventiva por; Homicídio Qualificado (DIREITO PENAL, Crimes contra a vida); Vara: 11 - Tribunal Do Júri E Vara Dos Delitos De Trânsito Do Gama; Autor: Ministério Público; Incidência Penal : Art. 121, Parágrafo Segundo, Incisos I E Iv Do Código Penal; Réu: IVAN PEREIRA PIRES Incidência Penal Denúncia; Incidência Penal : art. 121, § 2º, Inc. II e IV do Código Penal; Processo : 2007.04.1.003492-0 de 30 de Julho de 2007. 

Art. 121, § 2º, Inc. II e IV do Código Penal: Matar alguém: Pena - reclusão, de seis a vinte anos. § 1º Se o agente comete o crime impelido por motivo de relevante valor social ou moral, ou sob o domínio de violenta emoção, logo em seguida a injusta provocação da vítima, o juiz pode reduzir a pena de um sexto a um terço.

Fonte: Junior Ribeiro 






Post a Comment

Se identifique e deixe seu comentário com responsabilidade!!!

Postagem Anterior Próxima Postagem

CASA DOS PADRÕES E ENERGIA SOLAR:

Está pagando talão de energia com valores exorbitantes? Quer pagar só a taxa mínima?Entre em contato com nossa equipe que está esperando para lhe atender.- Loja: (93) 99241-1288 – - Setor Técnico: (93) 99193-1288. - E-mail: casadospadroes.stm@gmail.com - Site: https://www.casadospadroes.com.br/energia-solar - https://www.instagram.com/casadospadroes.energiasolar/