Usando máscaras, luvas, toucas e óculos, duas mulheres apresentaram aos agentes de saúde dos Estados Unidos carteiras de vacinação com nomes reais, porém com data de nascimento adulteradas. Nos documentos, Olga Monroy-Ramirez e Martha Monroy, que têm 34 e 44 anos respectivamente, tentavam alegar que ambas tinham 65 anos e, portanto, poderiam ser vacinadas dentro do grupo que está sendo imunizado na Flórida. Um comunicado foi colocado ao prontuário de cada uma, explicando aos profissionais de saúde que elas não devem tomar a segunda dose em qualquer ponto de vacinação devido ao ocorrido. 

“Vocês sabem o que fizeram? Vocês roubaram a vacina de alguém que precisa dela mais do que vocês. E agora vocês não vão receber sua segunda dose e então isso é uma total perda de tempo que tivemos aqui”, diz um policial nas imagens divulgadas. 

"Seus dados serão anexados ao programa da vacina, então vocês podem tentar, mas não vão receber uma vacina, ok. Vocês têm que esperar sua vez", completa.

O caso ocorreu na última quinta-feira, 18, na cidade de Orange County, e foi divulgado pelo gabinete do xerife local. Os funcionários perceberam que a aparência das mulheres não condizia com a idade apresentada e, pouco depois, acionaram a polícia. As estadunidenses receberam um alerta de transgressão e podem ir para a cadeia após serem flagradas se disfarçando de idosas para tomarem vacinas contra a covid-19 no país norte-americano.

Com informações de O Tempo


Post a Comment

Se identifique e deixe seu comentário com responsabilidade!!!

Postagem Anterior Próxima Postagem

31ª EXPOAGRO DE ITAITUBA

Junior Ribeiro / Itaituba Pará
PARTICIPE DA 31ª EXPOAGRO DE ITAITUBA: As cartelas do 1º lote estão sendo vendidas por R$130, que dará direito a entrada nas 05 noites, prestigiar na pista todos os Shows, inclusive do Gustavo Lima, e concorrer 03 carros FIAT-MOBI e 02 prêmios de 15 mil reais.