O Ministério Público Federal (MPF) enviou ofícios na sexta-feira (2) ao Ministério da Infraestrutura e ao Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) com solicitação urgente de providências e informações sobre o desabamento de trecho da rodovia BR-230, em Vitória do Xingu, no Pará. O procurador da República Gilberto Batista Naves Filho solicitou que em até cinco dias seja realizada análise técnica sobre as causas do desmoronamento que ocasionou a destruição parcial da via, em local próximo ao trecho conhecido como Ladeira do Cigano ou Curva do Cigano, a cerca de 44 quilômetros de Altamira.

O MPF também pede que no mesmo prazo de cinco dias o Ministério da Infraestrutura e o Dnit informem o órgão sobre a extensão dos danos, sobre a previsão de recuperação do trecho danificado, e sobre a existência de rotas alternativas, além de fornecerem esclarecimentos sobre a responsabilidade pela conservação e manutenção da via.Nos ofícios, o representante do MPF registra que as providências e informações solicitadas são urgentes, tendo em vista a necessidade de ação imediata das instituições responsáveis pela manutenção da via e a necessidade de se restabelecer o mais rápido possível a trafegabilidade daquele trecho da BR-230, principalmente devido ao risco de impactar no abastecimento de suprimentos necessários ao combate à pandemia de covid-19.


Trecho da Transamazônica rompe entre Altamira e Belo Monte...

Na tarde desta sexta-feira (2), um deslizamento em um trecho da BR-320, a Transamazônica, provocou a abertura de uma crateria na rodovia entre o município de Altamira, sul do Pará, e as proximidade da Usina Hidrelétrica de Belo Monte. O desmoronamento teria começado pelas laterais e seguiu avançado até tomar o asfalto por completo, de uma ponta a outra. O tráfego no local, que fica a 44 quilômetros no centro de Altamira, foi interrompido.Equipes técnicas do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes foram até o local para avaliar danos e definir estratégias emergenciais de recuperação do trecho, que é o principal acesso para as cidades de Marabá e Tucuruí, além da capital Belém. Por enquanto, a recomendação dada aos motoristas é que utilizem a rota alternativa do quilômetro 55 de Belo Monte que está ligada ao quilômetro 27, já que ambos os trechos possuem estradas vicinais na área da UHE.

Fonte: https://www.oliberal.com/

Post a Comment

Se identifique e deixe seu comentário com responsabilidade!!!

Postagem Anterior Próxima Postagem

CASA DOS PADRÕES E ENERGIA SOLAR:

Está pagando talão de energia com valores exorbitantes? Quer pagar só a taxa mínima?Entre em contato com nossa equipe que está esperando para lhe atender.- Loja: (93) 99241-1288 – - Setor Técnico: (93) 99193-1288. - E-mail: casadospadroes.stm@gmail.com - Site: https://www.casadospadroes.com.br/energia-solar - https://www.instagram.com/casadospadroes.energiasolar/