A doença de Haff é conhecida como doença da "urina preta", de origem ainda misteriosa. Especialistas suspeitam que a doença seja causada por uma bactéria, o que ainda é considerado pouco provável. A hipótese mais aceita é que a doença seja causada por algum tipo de toxina, ainda não identificada, que contamine e permaneça ativa no alimento cru ou até mesmo cozido, frito ou assado. Somente no Amazonas a doença a "urina preta" infectou 44 pessoas. De acordo com a Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas, uma pessoa morreu em decorrência da doença.

No Pará, médicos investigam o que pode ser o primeiro caso da doença no Estado. A morte do mototaxista Genivaldo Cardoso de Azevedo, na madrugada desta terça-feira (7), no Hospital Municipal de Santarém, no baixo amazonas. A suspeita é que ele possa ter sido vítima da doença. Através de nota, a direção do Hospital Municipal de Santarém Dr. Alberto Tolentino Sotelo (HMS) informou que recebeu ontem (6), um homem com sintomas semelhantes aos da doença da “urina preta”. Sendo assim o primeiro caso suspeito no Estado.

“O homem de 55 anos chegou com quadro clínico delicado, recebeu todo atendimento da equipe médica da estabilização do HMS, mas não resistiu e infelizmente morreu no início da manhã de hoje. Por se tratar de um caso suspeito da doença de Haff, os órgãos competentes foram acionados para seguir os protocolos técnicos”, diz a nota.

Segundo a família, Genivaldo consumiu peixe no último domingo (5), e no mesmo dia passou mal, chegou a ser levado a uma unidade hospitalar e após ser atendido e medicado foi liberado. já na segunda (6), os sintomas começaram a se agravar e a família o levou para HMS, onde ficou internado e morreu.

A reportagem do DOL entrou em contato com a Sespa e aguarda um posicionamento.

Quais são os sintomas? Os sintomas costumam aparecer entre duas e 24 horas após o consumo de peixe ou crustáceos. Além dos incômodos sentidos pelo corpo e a coloração escura da urina, o quadro pode causar insuficiência renal. Isso acontece devido os músculos, quando lesionados, liberarem uma substância chamada mioglobina no sangue, o que pode prejudicar os rins (e também é responsável pelo xixi preto). As sequelas mais graves só costumam acontecer caso o paciente não tenha cuidado rápido e eficiente.

Outras sintomas comuns são a falta de ar, dormência e perda da força do corpo. Exames podem ser pedidos para confirmar o diagnóstico, mas como não se sabe o que causa a doença, o importante é ouvir o histórico dos pacientes. É recomendado que um profissional de saúde seja procurado assim que os sintomas surgirem.

Tratamento: É feto com base nas consequências que a doença deixou. Os pacientes geralmente ficam internados e são tratados com reposição de fluidos e suporte intensivo ou semi-intensivo. Os profissionais de saúde buscam amenizar sintomas como dores, falta de ar, além de auxiliar a situação dos rins com aparelhos, quando necessário. Caso o paciente apresente um quadro leve, os indícios da doença somem em alguns dias, sem a necessidade de internação ou uso de aparelhos médicos. No entanto, passar por uma avaliação médica é essencial.

Fonte: DOL 



Post a Comment

Se identifique e deixe seu comentário com responsabilidade!!!

Postagem Anterior Próxima Postagem

CASA DOS PADRÕES E ENERGIA SOLAR:

Está pagando talão de energia com valores exorbitantes? Quer pagar só a taxa mínima?Entre em contato com nossa equipe que está esperando para lhe atender.- Loja: (93) 99241-1288 – - Setor Técnico: (93) 99193-1288. - E-mail: casadospadroes.stm@gmail.com - Site: https://www.casadospadroes.com.br/energia-solar - https://www.instagram.com/casadospadroes.energiasolar/